Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Falsa poetisa


Chamaram-me de falsa poetisa!
- Só sabes chorar tuas dores, tuas desilusões.
Só pensas em ti mesma,
Enquanto o mundo se rompe em aflições .
Não cantas as desventuras de mais ninguém!

Respondi incontinenti:
Não percebem que sou uma de vocês?
Que meus infortúnios são os mesmos seus?
Que minhas lágrimas são iguais as de todos?

Nossa essência é a mesma
Somos filhos de um mesmo Deus.
E, quando um desses filhos canta ou chora,
Está expressando o mesmo sentimento
Que existe em outros milhares de corações.
Só há uma diferença:
Ter escrito o que sentia numa folha de papel
Que qualquer um pode ler,
Enquanto a maioria sofre no anonimato.
Flor de maçã
Enviado por Flor de maçã em 11/09/2005
Código do texto: T49598


Comentários

Sobre a autora
Flor de maçã
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
58 textos (7681 leituras)
3 e-livros (246 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 12:07)
Flor de maçã