Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

mas tu bate poeta

curtindo um ócio
pego papel ofício
rego com tinta de caneta
brincar de poeta é vício
poeta é vício
poeta é vicio
mas tu bate poeta
o pé e não para
se regala, se regala
com as palavras
transando mil sentidos
traindo uma com a outra
contraindo comprimindo
gozando da cara delas
botando pra fazer rimas.
covardia cinco palavras contra um poeta
poeta fazer poesia não presta.
Eneas Andrade
Enviado por Eneas Andrade em 29/05/2007
Código do texto: T505769

Comentários

Sobre o autor
Eneas Andrade
Salvador - Bahia - Brasil, 39 anos
109 textos (4214 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/03/20 09:28)
Eneas Andrade