Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ADEUS AO VERÃO

Partem em revoada as derradeiras
nuvens negras outrora adormecidas
na profundeza celestial.

Há dentro da noite um vento frio
que sopra na copa das árvores,
e um brilho de luar refratário, quase
melancólico.

Pairam no pensamento lembranças
errantes, arrefecidas ao final
de mais uma estação.
É terminado o verão...

A menina repousa suas pupilas
sobre o cinturão de Órion.
O coração pequenino palpita veloz
num amálgama de medo e deleite.

Dentro da noite caminha uma centelha
(mariposa de fogo a tocar-lhe a palma
sem que à tez cause dano)
diluída sob o pálio do sorriso
juvenil.

Na crina do tempo outras estações
preencheram os vagos dos anos.
Verões caudalosos, invernos rigorosos,
primaveras cinzentas, outonos cadivos...

No coração da menina-mulher
vige em silêncio uma centelha,
perene farol a irradiar sua luz
por sobre as águas do desassossego.

***
RVD, 28/05/15
Glauber Ramos
Enviado por Glauber Ramos em 28/05/2015
Código do texto: T5257427
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Glauber Ramos
Gurupi - Tocantins - Brasil, 38 anos
98 textos (3235 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 18:54)
Glauber Ramos