Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dos lamentos, ventos...

Vai vento,
de tantos lamentos,
a que se preze,
apenas aquilo
que por certo,
deixamos de fazer...
Vai vento,
paradoxais lamúrias,
alguns pregos,
destes que vão pela areia,
para o tempo moer...
Vai lamento,
o que se desperdiça,
buscas ao nada,
o que se perde em tempo,
do nascer ao morrer...
Vai... la aos ventos...
aquela brisa que sopra
entre um sorriso
naquele beijo,
o gris que o olhar reflete,
do coração bater...
Se o tempo passa depressa,
o olhar clima a muda nudez...

Peixão89
03.12.2015
Peixão
Enviado por Peixão em 05/12/2015
Código do texto: T5471164
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 59 anos
3231 textos (121523 leituras)
1 e-livros (245 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 01:43)
Peixão