Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor... verdete nostalgico !

Verdete nostalgico...
Não lembra o diabo ?
Mas lembra-me a mim
que sou filho de gente.


                    [Dor]


Esta noite de luar
fui abalroado
por uma dor corsária.
Fui até capturado,
arrancado deste mar
ao calar-se uma fala
mesmo ao meu lado.
Uma voz mesclada
numa onda de sentidos
que, fortuita, me percorre.
Ao omitir-se a maré
eu fiquei preso
e refém de um silêncio
não identificado.

Descobri o sentir oco
de um tempo torcido,
de falsamente errado,
falsamente louco,
insanamente vivido.
A sobrar, o infortúnio
por um ser ausente
ao meu lado, pois que
neste pasmo sou
mero vestígio num quarto
escuro, frio e triste.
Incauta esta noite
e uma dor imatura
a ecoar do passado.
Mais tarde, sei que dormi,
como por veleidade.
Enxotei a mágoa
e, de algum modo sorri,
até para a saudade.


______________________LuMe
Luis Melo
Enviado por Luis Melo em 03/10/2005
Reeditado em 06/02/2018
Código do texto: T56014
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luis Melo
Portugal, 60 anos
88 textos (2264 leituras)
15 áudios (265 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/04/18 04:07)
Luis Melo