Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Incêndio branco.

o meu corpo é estranho da palavra,
deseja nacos de terra,
e ferve de delitos.
A palavra não.
É só alvas nuvens de verbo,
calmas alvoradas na alma.
Destas trincheiras se desvela a minha vida.
Um incêndio branco que não alcança o amor.
Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 30/10/2016
Código do texto: T5807673
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3846 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 01:21)
Constantino Mendes Alves