Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu amo van gogh!

Eu amo Van Gogh e sua visão espiritual,
Que ilumina tudo ao seu redor,
Mesmo trazendo as trevas em si...
Mesmo quando clamava sua triste solidão
Nos auto- retratos tantos...
A arte é um bálsamo, para os corações partidos
E os corações partidos são a alma para a arte...
Partidos nos seus mais recônditos sonhos,
Quer de amor, quer de amar,
Amor fraterno, amor carnal, amor social...
Alma, Arte, Amor...
Você e eu.... Embriagados pelos tons e sons
Over dose de melodia e de cor....
Na intensidade que se pode esperar de ambos.
Eu nuca esqueci nossos momentos musicais.
Das cores que exalavam de nossos olhos, de nossos corpos quentes
Apesar do frio distante, azul, temporal...
Olhares lânguidos, arrepios constantes,
Olhos ilegais ,belos instantes...
Tanto sentir, sem exercer o toque
O deslizar dos dedos quanticamente velados pelo espaço
O transbordar da emoção no timbre da voz...
Rouca, entorpecida pela visão da pele que brilha
E reflete no olho que quer.... Deseja sucumbir a paixão.
Cores e sons da arte da sedução...
Van Gogh refleti nos dois...
Dançando nos braços das horas
Despidos do medo
Envolvidos pelos laços da emoção.
È mágico o beijo com o olhar
A boca seca, o desejo das línguas de se encontrar...
O suor nas mãos, denunciando o degustar do que não se tem...
A troca dos sentidos, explorados como as cores
Que se insinuam na visão interior do artista.
Que grita, suas verdades luminosas na tela
Cores que nos tocam sem a necessidade cerebral da forma...
Como a música, que não se atem ao idioma
E faz morada nas almas que se permitem...
Nós.... Eu e você,
Deixamos brotar a semente da melodia
Que se apossa do que estamos, e de quem somos
Tão calidamente como um amante
Percorre como os lábios o corpo amado...
E se alimenta das seivas
Que vertem desse desejo despertado...
E alçamos voou, rompendo os grilhões
Que a gravidade nos impõe....
E a geografia já não existe!
Amei você com seu olhar questionador
E sua preocupação com as flores...
Senti seu hálito vindo ao longe
Como o suave murmurar perfumado dos campos de trigo...
Do quadro de Van Gogh...
E deixo-me flutuar
De volta ao meu asteroide de sonho
Para renascer sua rosa, poderosa com meus espinhos
Exalando meu cheiro de vida...
Não me importa outras tantas rosas
Pois tenho a certeza de ter sido ...Única!


 










 

Observadora
Enviado por Observadora em 11/03/2017
Código do texto: T5938089
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Observadora
Salvador - Bahia - Brasil, 53 anos
502 textos (28061 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/11/19 21:05)
Observadora