Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vingança

Eu já fui um homem inocente
Eu já acreditei nas pessoas
Mas o passado já passou
Agora eu estou aqui só por você

Quando eu estiver chegando você não me ouvira
Quando eu estiver chegando você não me verá
Até que eu te apunhale

Não sou mais o homem que foi usado
O que você não sabe, você teme.
Sou o que você não pode ver
Por isso você ira me temer

Quando eu estiver chegando você não me ouvira
Quando eu estiver chegando você não me verá
Até que eu te apunhale

Não sou mais o homem que foi usado
Eu amei uma mulher quando era um homem, agora sou uma criatura forjada.
De um passado, vingança é o prato mais doce quando servido frio.
Eu terei o prazer da sua dor antes que eu esteja velho

Quando eu estiver chegando você não me ouvira
Quando eu estiver chegando você não me verá
Até que eu te apunhale

Eu atravecei o espaço pra estar com você
Sorria para mim dei-me seu coração
Eu vou te dar algo inesquecivel
Uma sensação indescritivel

V I N G A N Ç A, esse é meu nome!
V I N G A N Ç A, esse é o meu nome!
V I N G A N Ç A, esse é o meu nome!
V I N G A N Ç A, chame meu nome!

Quando eu chegar você não me verá
Você não me ouvira
Eu sorrirei e você chorara
Quando eu te apunhalar!

EU ESTOU CHEGANDO!
       
                  (Tiago André Brêta Izidoro)
Tiago André
Enviado por Tiago André em 26/08/2007
Código do texto: T624039
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tiago André
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
52 textos (2214 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 05:43)
Tiago André