Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Des(ilusões) de uma noite qualquer

O coração do poeta é uma ferida aberta
Eu procuro nos outros algo que me lembre você
A estranheza no olhar e a beleza assustadora do teu sorriso
De canto de boca
Nada é igual
Te desenho
Te procuro e ouço a tua música
E tudo aquilo que me leva até você é doloroso
Mas pelo que parece,
Depois do telefone mudo
Do teu silêncio gritante que me enlouquece
Dia e noite,
Me parece que na tua mente sou apenas uma lembrança boa
Prestes a ser apagada
Aos poucos.
Carolina Duvir
Enviado por Carolina Duvir em 31/01/2018
Código do texto: T6240995
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Carolina Duvir
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 23 anos
82 textos (2240 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 10:32)
Carolina Duvir