Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRISTEZA

acordei assim
com o coração
dilacerado
batendo franco
de tristeza
batendo querendo
de verdade
parar de bater
a tristeza tomou
conta de mim
quero ficar
trancado no meu
eu
quero ficar no
escuro
encolhido no
canto do meu
quarto e deixar
essa dor
doer em mim
sem reação
nem piedade
hoje a tristeza
tomou conta de mim
me deixou sem forças
me deixou
com lágrimas
jogado num canto
num canto qualquer...
EDUARDOS POETA
Enviado por EDUARDOS POETA em 28/08/2007
Reeditado em 28/08/2007
Código do texto: T627450

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
EDUARDOS POETA
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
30 textos (481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 13:25)
EDUARDOS POETA