Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quero

Q U E R O


Que alguém extasiado,
caia ante mim.
Transfigurado pelo amor,
suplique bem assim:
Quero um pouco de carinho.
Um pouco só, me basta,
para abrigar-me do frio
que me devasta.
E peça, ainda:
quero teu sorriso, teu olhar,
teu beijo, teu calor.
Sentir teus braços me envolverem
e morrer queimado de amor.
E continue:
quero teus lábios, tuas mãos,
Teu corpo, enfim.
Eu direi:
nada me afeta, eu sou assim.
Quero que ele envergado
pelo peso deste amor,
caia de joelhos
e, implore, por favor,
migalha de carinho.
Quero que ele se humilhe,
chore e diga suplicante,
que tudo daria no mundo
para que eu fosse sua amante.
Quero!
Quero que, se desmanchando,
só para me agradar,
eu possa, com mais facilidade,
seu coração esmagar!
Quero que ele sofra muito.
Talvez, aquilo que sofri
por gostar de ti
e em vão amar.
Porque, criatura egoísta,
não se pode o amor desdenhar.
Assim, vendo nos outros,
o que eu padeci,
possa ver quão pouco prestas
e como tenho pena de ti.
MAI/1958

Gilda Porto
Enviado por Gilda Porto em 28/08/2007
Código do texto: T627850
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gilda Porto
Petrópolis - Rio de Janeiro - Brasil
131 textos (16962 leituras)
1 e-livros (151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 14:23)
Gilda Porto