Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meditação

Meditação

Os sons do mundo refream-se
diante das janelas emudecidas
A dor já não alcança o coração asceta
E o medo despe-se de significados.

As vozes da alma já não habitam
a mente asséptica e indiferente
Colcheias e semifusas se esvaem sem direção
E o silêncio reina em atavismos glaciais

A urgência convertida e atemporal
vagueia ausente de toda soberania
O olhar estabelece um suave pouso
sobre o horizonte aniquilado.

Os braços guardam serenos
A amplitude do anoitecer vazio
Enquanto a consciência tece pássaros
nas tramas do amanhã

A incerteza das horas derrama-se gentil
Em ânforas de pétalas reticentes e exatas
Já não cabem ilusões nesse destino desperto
Que sereno conduz o etéreo veículo
pelos vãos brilhantes da Compaixão

E nascem flores de Lótus
Milhares de luzes e cores
Na palma da minha mão ...

Claudia Gadini
23.06.05
Claudia Gadini
Enviado por Claudia Gadini em 24/10/2005
Reeditado em 13/12/2008
Código do texto: T62999


Comentários

Sobre a autora
Claudia Gadini
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
319 textos (55698 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/20 14:38)
Claudia Gadini