Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

<< Nos braços de Morfeu >>

Com ciúmes eu nem dormia
Ao olhar para o amor meu
Ela sonhava e ainda sorria
Bem nos braços de Morfeu

Esse tal Morfeu agora
Ja virou meu pesadelo
Me escondo toda hora
Só que não consigo vê-lo

Esse cara é bem folgado
Ir dormir no lençol meu
Estou ficando revoltado
Afinal, que rei sou eu?

Conversei com minha amada
Vou acabar esse tormento
Ela fica a noite acordada
E Morfeu dorme ao relento.

Tranco a porta com ele fora
Para mostrar que sou capaz
Quem sabe ele vai embora
E não volta nunca mais? 

Eu não sei mais o que faço
Para expulsar o camarada
Aproveita o meu cansaço
Chega na alta madrugada!

Se Morfeu é o deus do sonho
Que se contente  em sonhar.
Esse malandro eu suponho
Está querendo o meu lugar!

Para pegar esse esperto
Já não durmo mais de mês
Encontrei um jeito certo
Dorme um olho cada vez!

Uma noite fiquei mudo
Me causou até desdém
Eu parado ouvindo tudo
Ela chamava ele de, BEM.


(Epa!)
( é assim que ela me chama)


Hellidon - Daventry
Northampton - England
2007/08/31


 www.donjotta.com
Donjotta
Enviado por Donjotta em 31/08/2007
Reeditado em 14/11/2008
Código do texto: T632163
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Donjotta
Petrópolis - Rio de Janeiro - Brasil
655 textos (39591 leituras)
1 e-livros (98 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 16:57)
Donjotta