Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" DELÍRIO " ( OLAVO BILAC )

   
             " DELÍRIO "  AUTOR:OLAVO BILAC


Nua, mas para o amor não cabe o pejo
Na minha a sua boca eu comprimia.
E, em frêmitos carnais, ela dizia:
- Mais abaixo, meu bem, quero o teu beijo!

Na inconsciência bruta do meu desejo
Fremente, a minha boca obedecia,
E os seus seios, tão rígidos mordia,
Fazendo-a arrepiar em doce arpejo.

Em suspiros de gozos infinitos
Disse-me ela, ainda quase em grito:
- Mais abaixo, meu bem! - num frenesi.

No seu ventre pousei a minha boca,
- Mais abaixo, meu bem! - disse ela, louca,
Moralistas, perdoai! Obedeci....


GRAÇA da PRAIA das FLECHAS
Enviado por GRAÇA da PRAIA das FLECHAS em 25/10/2005
Código do texto: T63661

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (não a modificar em nada ,Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
GRAÇA da PRAIA das FLECHAS
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
539 textos (134937 leituras)
36 áudios (30956 audições)
1 e-livros (168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/18 17:20)
GRAÇA da PRAIA das FLECHAS