Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ainda Sou Eu

Se falo pouco e ando, pássaro cabisbaixo,
laçando o vento fiel de raso viver...
mãos mitigadas de águas,
sem mais caixas de abrir ou asas
de sobrevoar a vida que não me deram...

É que sou sopro de roda viva,
folha perdida na sombra do tempo
e sei o caminho da indiferença,
da faina de portas e véspera de desertos...

Por isso, ralo o tempo, qual cesto sem sol,
sem olhar de fenecer sobre as cinzas do fogo do tempo...
Ainda sou eu, mas não sou mais ontem...

Poema e foto:
Maria
Enviado por Maria em 30/06/2018
Reeditado em 30/06/2018
Código do texto: T6378340
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
5065 textos (209719 leituras)
1 e-livros (176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/07/19 04:27)
Maria

Site do Escritor