Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" O Taxidermista"

 OTaxidermista

estranhas entranhas sangram calmas
uma víscera vomitada se vinga
a tripa trama um trauma na alma,
o relógio lógico do neurônio pinga,
horas de medo azêdo e tortura
veias engarrafadas ,ruas de gordura;
e a retina!
e a retina!
Cretina filma a vida;
o osso atravessado na garganta
Amores presos na gravata
bisturi, por favor!
Que estrago!
Um trago, pelo amor...
A navalha, à flor da pele,
a palha calha bem no coração
não  atrapalha a visão
capricha na cara de pau
pega o sapo no quintal
toma um banho
lava as mãos,
 tonto, costura os olhos
esquece melanomas e dívidas
distrai o sonho,
pega um atalho
segue a vida
para outro dia de  trabalho!
Zeca Devebec
Enviado por Zeca Devebec em 04/09/2007
Código do texto: T638031

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zeca Devebec
São Paulo - São Paulo - Brasil
77 textos (4925 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:31)