Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POUCO

O pouco é muito
E por muito pouco
O pouco não acabou.

Tem os dias vazios
O vazio da cama
Os meus dias na lama.

Vai começar mais uma vez
Para definir que dessa vez acabou
Nascer e morrer no fim.


O muito é pouco
E por muito menos
O fim já teria partido

mário cardoso
Enviado por mário cardoso em 11/09/2007
Código do texto: T647807

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site http://recantodasletras.uol.com.br/autores/abelha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
mário cardoso
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 32 anos
370 textos (15037 leituras)
3 áudios (243 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 02:16)
mário cardoso