Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em que vida:

É tão inesperado como tantos:
Como a chuva que bate em meu peito
O coração que explode em lágrimas
E o fato que consome a vida!

É tão voraz quanto os lados:
Como o fato que explode em lágrimas
A chuva que consome a vida
E o coração que bate em meu peito

É tão mutante como me faço; dado:
Como o coração que consome a vida
O fato que bate em meu peito
E a chuva que consome em lágrimas

Cíclico, novo, brilhante
És o inesperado, a voracidade e o mutante
O coração, a chuva e o fato que se fazem:
É a mudança, nova, em que vida:?

10-09-2007
iuRy
Enviado por iuRy em 12/09/2007
Código do texto: T649973
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
iuRy
Olinda - Pernambuco - Brasil, 29 anos
71 textos (1347 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 19:42)
iuRy