Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em Geena eu ainda vago só

Em Geena¹ eu ainda vago só
Desde criança, há décadas atrás
Quando me traíram em Himnon²
E não me bendisseram jamais.

Sou, desde então, demônio infanto
Brinco ao causar em ti o pranto
Sou Érebo do desconhecido
Tema em ter me conhecido.

Um dia, quem sabe, me encontre
Num dia de coragem, me afronte
E verás, mortal, a desgraça de perto
Verás que eu estou certo.

¹ - Nome primitivo do vale do Enom (Hinnón), ao sul de Jerusalém, onde num certo tempo se prestou culto a Moloc inclusive com sacrifícios humanos, na maioria, crianças. Jeremias (7,32) chama-o de "vale da matança".
² - Ver acima. Vale do Enom.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 14/03/2005
Reeditado em 05/02/2011
Código do texto: T6589


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/20 23:19)
Júnior Leal