Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Pranto do Céu

 O Pranto do Céu

 -Eu sou a luz tênue e a escuridão vindoura!
gritou no céu o ocaso
para o animal e a árvore que brincavam juntos
num jardim de inverno.
Então veio o homem, matou o animal e cortou a árvore
para alimentar-se e fazer sua morada
tornou ao céu então:
 -É tempo de medrar o novo!
O ocaso chorou lágrimas de luz
foi-se embora
e veio a noite.
Walério de Andrade Menezes
Enviado por Walério de Andrade Menezes em 20/09/2007
Código do texto: T660855
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Walério de Andrade Menezes
Palmas - Tocantins - Brasil, 32 anos
4 textos (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 10:52)