Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto XIII

Andamos se destino algum
Não há um fim em nossa caminhada
A maldição me acompanha, calada
Devastando os fracos, um a um.

Andamos como sem lucidez
Sempre juntos, unidos pela maldição
O ódio e o amor do meu coração
Se unificaram de vez.

Andemos, pois aqui ninguém entende
Eles mal sabem quem são ao certo
Eles não sabem o que um maldito sente.

Assim que cansarmos, estaremos perto
Pegaremos o atalho em frente
E chegaremos logo ao inferno.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 14/03/2005
Reeditado em 30/03/2005
Código do texto: T6611


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33185 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 18:25)
Júnior Leal