Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu em Porto Alegre

Em Porto Alegre
hoje faz uma manhã de sol
e as pessoas estão mais leves
despidas de um emaranhado de roupas
que se fazia armadura contra o frio.

Quintana espreita em toda parte
e parece materializado
em velhinhos simpáticos
que tomam sol no banco das praças
ou que se debulham em animadas conversas
em igualmente animados cafés

Atravesso Porto Alegre incógnito
ninguém sabe de mim, e nem precisa
sou apenas um cara metido a poeta
que veio de um lugar distante
e vai obstinadamente se agarrando
a grandes coisas
que os homens apressados não vêem

Uma orquídea na árvore em frente a Assembléia Legislativa
dança e insinua-se em cores vivas
para seres robóticos empertigados
em ternos e outros caros penduricalhos.

No saguão do hotel em que me acho
pessoas acertam contas, carregam malas
chegam e partem num gesto repetido e monocromático
enquanto vou escrevendo essas mal traçadas linhas.

Lá em cima, meus amigos de viagem ainda dormem
emquanto me preparo para ir ao mercado
encontrar pessoas humanas e verdadeiras.

Nos mercados pessoas florecem
e eu me acho.        
Raimundo Nonato
Enviado por Raimundo Nonato em 28/09/2007
Reeditado em 29/09/2007
Código do texto: T671908

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raimundo Nonato
Teresina - Piauí - Brasil
257 textos (58776 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 23:53)