Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doce Ilusão



Os ponteiros do relógio
desfilam sem parar
por lágrimas descaradas,
risos escancarados
que teimam em incomodar.

Calçadas machucadas
alongam-se a observar
passos rápidos,
sofridos
tentando trafegar.

Não somos
o que já fomos,
o tempo não é também.
Por que atrasar relógios,
se não nos traremos de volta
e nem a mais ninguém?

O tempo fotografa dias
que a lembrança quer guardar
em um cantinho da memória
 _ repleto de aflorar _
brincadeiras, fantasias...
cores vivas a cantar.

Doce ilusão
de quem se quer resgatar
da maneira que foi ontem,
se o ontem a se afastar,
leva consigo quem fomos
para nunca mais voltar.
Cláudia Du
Enviado por Cláudia Du em 12/09/2019
Código do texto: T6743389
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Du
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
117 textos (1615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 08:13)
Cláudia Du