Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRITO DE ALERTA


Amor é dor.
Branco é cor.
Morte é vida.
Choro é lágrima.
Fúria é guerra.
Planta é terra.
Grito é som.
Música é tom.
Rio é água.
Despedida é mágoa.
Mar é sal.
Maldade é mal.
Doce é mel.
Azul é céu.
Vitória é medalha.
Milho é palha.
Derrota é castigo.
Amizade é amigo.
Criança é esperança.
Cabelo é trança.
Coração é sangue.
Lama é mangue.
Mundo é gente.
Gente que ama.
Gente que mente.
Gente que engana.
Que faz a trama
que faz o enredo,
que cria o medo.
Medo destrói.
Medo corrói.
Corrói a alma
que não se acalma.
Precisa gritar,
para alertar
quem quer amar.
Precisa avisar
seja a quem for
que amor é dor,
mas é preciso amar.
Que morte é vida,
mas é preciso morrer.
Que despedida é mágoa,
mas é preciso partir.
Que criança é esperança,
mas é preciso crescer.
Que coração é sangue,
mas é preciso paixão.
Que mundo é gente,
mas é preciso, nascer, viver, morrer.
Morrer pra nascer.
Nascer pra viver.
Viver pra morrer.
 
Eunice Cruz
Enviado por Eunice Cruz em 05/10/2007
Código do texto: T681066

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Eunice Cruz
Presidente Prudente - São Paulo - Brasil, 64 anos
11 textos (313 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 00:50)
Eunice Cruz