Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavras da Noite

Em bela noite, noite escura
Vagava sozinho, desatento
Tentando enganar meu tormento
Que já não cedia a tal altura.

Nas noites, onde o silêncio fala
Muito mais do que qualquer matraca
Sons noturnos, som que mata
Eu vagava com o tormento que abala.

E esta noite me falava, portanto
Que não se deve entregar-se à paixão
Que por mais belo que seja o encanto
Há por trás muito mais maldição.

Que dali eu seguisse meu caminho
Pois já não há muito o que se faça
Se hei de sofrer, que sofra sozinho;
Que por amor, que é minha desgraça.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 17/03/2005
Código do texto: T6874


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33119 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/05/20 19:32)
Júnior Leal