Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAREDE CRUA


PAREDE CRUA


Parede crua,
construção disforme,
parede lua,
noite do desencanto.
Veias pulsando,
veias pulsando tecidos,
tecidos pregados na parede,
na rede intacta,
na sede compacta.
Parede crua
da construção sem fim.
Parede para lá dos confins.
Parede dos sentidos,
quem será o construtor?
Parede e seu pintor.
Requestão no
reconstruir o edifício.
Para o alto se construir,
para o alto nós temos que ir.
Parede Crua,
onde a lua
se reflete mansa.
Por enquanto a realidade plana
e o sonho ameno de ser feliz.



FERNANDO MEDEIROS
Campinas, é primavera de 2007.


   

 



FERNANDO MEDEIROS
Enviado por FERNANDO MEDEIROS em 12/10/2007
Código do texto: T691108

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor Fernando Medeiros e o link para o site www.recantodasletras.com.br/autores/fernandomedeiros). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FERNANDO MEDEIROS
Campinas - São Paulo - Brasil, 54 anos
155 textos (8772 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 03:06)