Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO O DIA TERMINAR...

Quando era jovem, eu a mim dizia:
Fernando Pessoa
 
Quando era jovem, eu a mim dizia:
Como passam os dias, dia a dia,
E nada conseguido ou intentado!
Mais velho, digo, com igual enfado:
Como, dia após dia, os dias vão,
Sem nada feito e nada na intenção!
Assim, naturalmente, envelhecido,
Direi, e com igual voz e sentido:
Um dia virá o dia em que já não
Direi mais nada.
Quem nada foi nem é não dirá nada.

 
                                                     (1921)
http://www.revista.agulha.nom.br/fpessoa336.html
 
 

 
Quando o dia terminar!
Mariza Mônica A. de Carvalho
 
Quando o dia terminar,
nada terá sido, ainda, acrescentado...
Nenhum trabalho terá mérito alcançado,
se a virtude não o puder santificar...
Nenhum valor será reconhecido,
se a vida passar, apenas, por passar...
Se já fui jovem e, agora, não;
se já achei que o meu tempo
demorava tanto prá passar...
Agora, quando a tarde já termina
e a poesia, ainda, teima em sonhar,
eu deixo minha alma leonina,
sair à noite, procurando divagar...
Entre sonhos e realidade acordando,
vejo os planos que fiz cairem ao chão...
No entanto, não me importo, de verdade:
Se todos eles tivessem sido realidade,
nada mais teria eu para sonhar!
 
(às 17:40 hs do dia 13/10/2007)
Mariza Monica Antunes de Carvalho
Enviado por Mariza Monica Antunes de Carvalho em 13/10/2007
Reeditado em 13/12/2007
Código do texto: T692899

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mariza Monica Antunes de Carvalho
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 71 anos
288 textos (12671 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 15:54)
Mariza Monica Antunes de Carvalho