Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha escrita

Preste atenção e me leia.
Nunca quis fazer poesia.
Vazar idéias sentimentos. Só.
Em palavras o que eu diria.
 
A métrica não é mais do que a lírica.
A forma nunca deveria enformar.
Porque inventamos a palavra..
Com ela temos de nos virar.

Se você pode dizer o que é poesia
Com metro, régua e compasso,
Não me venha aqui onde estou
Minha classificação eu mesmo faço

Não me intitulo poeta
Rótulo é só mais uma prisão
Gosto de tudo todo tempo agora
De mente, corpo, alma e coração

Métrica, lirismo, forma, conteúdo
Eu estou livre de toda regra
Quero vida transbordando em letras
O que me faz ver e o que me cega

O signo não inventou o homem
Foi o homem que inventou a letra
Pro escambáu teu modo de ver
Quero mesmo é me dizer
Todo o ser e o que me carrega
Wilson Correia
Enviado por Wilson Correia em 14/10/2007
Reeditado em 14/10/2007
Código do texto: T693508

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilson Correia
Amargosa - Bahia - Brasil
1192 textos (550442 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 19:02)
Wilson Correia