Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À procura de um Norte

 
 Nas horas mortas do entardecer,
 Se estou só,escondida
 Sem ninguém me ver,
 Choro esta amargura incontida.

 Quando a solidão é maior ainda
 E a saudade mais cruel
 Olho bem esta amplidão infinda,
 Onde a minh'alma luta sem quartel.

 Nos braços já mortos pela tua ausência
 Eu queria apertar bem contra mim
 A solidão que ficou,em enorme potência,
 Nimbada de saudade,mesmo assim...

 E rogo a Deus que venhas cedo
 Que eu sem ti já não sou eu,
 Não sei quem tu és,nunca te vi...
 Não temos um Norte
 Nem tu nem eu...

MAR
Enviado por MAR em 24/10/2007
Reeditado em 03/08/2014
Código do texto: T708566
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAR
Portugal
117 textos (4614 leituras)
2 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 11:57)
MAR