Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em quarto fechado

Você é a estrela da minha cena
Você é o enredo do meu cobertor
É a razão da minha pena
É dia cinza e sem calor

Você é força nesses braços
Veneno amargo em seus lábios
Que eu insisto em provar

Você é a causa da dor de cabeça
Martelo que não deixa que eu esqueça
É vibra e toque do celular
Que persegue onde quer que eu esteja

Você é luz clara
Do dia nublado
É chuva que não para
Barulho no meu telhado

E tanto chove...
Mas não te deixo me molhar

Você é som e movimento
É fala muda em seu jeito de olhar
Dureza fria de cimento
É falta de pensar

Te abraço como a uma rocha
E por mais que não possa...
Volto a te procurar

Você é noite escura
Do dia parado
Desejo que não sara
No quarto ao lado

E tanto sofro...
Que não deixo de lembrar
Fogo Selvagem
Enviado por Fogo Selvagem em 30/10/2007
Código do texto: T716820
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fogo Selvagem
Campinas - São Paulo - Brasil
292 textos (8767 leituras)
2 áudios (153 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 20:21)
Fogo Selvagem