Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DO CORPO, SOBROU O AMOR (Rescaldo1)

Não sabia, ficava segundos, minutos talvez
perguntando-me, onde teria se perdido,
em que momento haveria rompido aquele laço,
quando teria aquele relacionamento se trincado...

Era uma convivência tão pacífica,
risonha nas alegrias,
Melancólica em alguns problemas
sádicos de chicote a transbordar da tela da TV;
Aqueles insolúveis da nossa vida inteira,
oferecendo nuance e sombreado ao desenho do nosso espírito...
Convivência cúmplice, salvadora,
Recheada de expectativas e fé no futuro...

"E tudo era muito bom!"

Era tudo tão próximo do perfeito!
Quem disse que perfeição não existe,
Se eram perfeitas as dificuldades ?
Grana, gênios,  indecisões...

Mas o que fica daquela convivência
são os sorrisos lindos e fartos.
Aquele rostinho meigo
que num balançar de cabelos
por sobre os olhos anunciava num largo sorriso:
-Bom dia!
E tantos foram estes balançares capilares,
Sorrisos que dissipavam a névoa do meu mau–humor,
moldura de todos os meus amanheceres,
que este se esvaiu de fi ni ti va mente...
Aprendi a acordar, se não sorrindo,
pelo menos com humor bom...

Fica daquela convivência, a lembrança
da sua pele clara e algumas sardas,
transitando despudoradamente nua
pela pequena casa, como imagino,
passeou Eva pelo paraíso até Adão
enlouquecer, perder o juízo, criar a humanidade
Começando os nossos loucos dias...

Ficam as brincadeiras,
o café da manhã de domingo
e a eterna preguiça

Não, não são as tragédias que permanecem
Nem os grandes feitos que aparecem
Mas aquela lembrancinha do camelô
achada de repente no fundo da gaveta.
Aquele guardanapo com boca de batom,
o momento em que foi ofertado, com brilho no olhar
e lábios que disseram "te amo, é pra sempre viu"?
28/10/2004
Deusa Urbana
Enviado por Deusa Urbana em 06/11/2007
Reeditado em 02/10/2017
Código do texto: T725145
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deusa Urbana
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
108 textos (4193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 14:15)
Deusa Urbana