Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Retirante

Bem ao longe vejo a serra
É miúda de distância
Ao passado muita espera
Neste tempo de errância
Do meu peito em choro e guerra
Mas o errante um dia cansa

Lá distante vejo um velho
Sei quem é e me apresso
No seu olho o amar sério
De mais distância me despeço
Vai nascendo mais mistério
Do sempre andar pro lugar verso

Águas, aves, plantas, frutas
Inda presentes cá estão
E o coração mulher escuta
De novo a voz do filho joão
Que mar de hãs, rosas e lutas!
Que sem fim o caminhar ser tão!
Francisco Josivan
Enviado por Francisco Josivan em 06/11/2007
Reeditado em 12/11/2007
Código do texto: T726130
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Josivan
São Paulo - São Paulo - Brasil, 38 anos
6 textos (113 leituras)
2 áudios (135 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 00:35)
Francisco Josivan