Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não há música, apenas o barulho do ventilador.

Que pena.

Ficar sozinho não é mais

tão interessante como antes,

mas ainda não deixou de ser algo extremamente necessário.

Bem, hoje dormi cerca de

uma hora pela tarde

e lembrei o motivo de ter parado com essas sonecas.

Acordei acabado,

confuso,

cheio de pensamentos

que normalmente evito.

Medo do futuro

e do que ele fará com os que amo.

Olhando o passado igual a uma criança entediada e triste num museu.

Sem sonhos,

cercado por quadros,

ossos milenares e portas fechadas.



Levantei apressado,

tropecei num sapato sem par

e lembrei que os pares certos nunca se encontram.

Nunca.

Fui até a sala

e arrisquei a sorte no Porn Hub.

Tentei uma punheta deprimente

e acendi um cigarro

torcendo para que

antes dele chegar ao fim,

aquele desgosto vespertino

pela vida já tivesse ido embora.



A vida é falhar continuamente e miseravelmente como ser humano.
O Bêbado
Enviado por O Bêbado em 29/05/2021
Reeditado em 29/05/2021
Código do texto: T7266540
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
O Bêbado
Olinda - Pernambuco - Brasil, 32 anos
132 textos (3307 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/21 20:19)
O Bêbado