A cristalização da voz

Entre aquilo que pode ou não ser refletido, a imagem tende a si estagnar pelo tempo, entre o olhar das cartas na mesa o botão vermelho Freneticamente grita pensamentos egoístas, são os meus desejos

Desde o primeiro momento do encontrar dos meus olhos em você

A minha mente grita para o meu coração parar de bater

Este bater tem sido a melodia das minhas manhãs

Por mais que eu grite incessantemente para a tela em branco ganhar a cor carmesim, fecho meus olhos esperando a tristeza se espalhar com o vento, Juntas formam uma sombra

Enquanto eu estava triste, caí no escuro e até as palavras que fluíam constantemente ficaram em silêncio, mesmo quando pego todas as palavras dentro de mim, não consigo chorar ,este lamento carrega um número infinito de palavras

Todas as coisas que precisamos realizar, foram postas sobre a lua crescente, mesmo vagando pela estrada a noite sua imagem irradia confiança

Não é a paisagem atrás de você, é o seu ofuscar

Algum dia poderei estar ao seu lado, mesmo as memórias tocadas pela dor não desaparecem, elas permanecem

Essas feridas se escondem um pouco, mas tudo bem se eu puder

''ser a sua luz’''

Yuri Cabral
Enviado por Yuri Cabral em 27/07/2021
Código do texto: T7308703
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.