Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Beleza (bem)dita

Na cavidade entorpecente
o prazer latente
do símbolo obsceno
que a(s)cende
o desejo

És do poeta
instrumento vertente
Jorra de teu vértice
os versos indolentes
blasfemos e insanos
santos e profanos

Sibilo das dores
dos ais e lamentos
gemidos de prazer
uivos de sofrimento
e palavras de alento

Dragão feroz
com língua de fogo
queima a alma
faz arder o corpo

Boca do inferno, boca maldita
és o prazer do ósculo, da maledicência
és o prazer carnal, canto celestial

És a beleza
beleza (bem)dita!






Monica San
Enviado por Monica San em 10/11/2007
Código do texto: T731552

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monica San
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 47 anos
251 textos (6439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 13:48)
Monica San