Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Muitas vezes

Muitas vezes achamos que viemos a este mundo em vão, que não somos especiais.
Muitas vezes sabemos que somos especiais mas não sabemos qual é a nossa missão.
Muitas vezes, quando criança, você age de maneira egoísta e não que aprende que é errado e continua errando.
Muitas vezes os traumos de sua infâncianão são superados e você acaba descontando em quem nada tem com isso.
Muitas vezes achamos que as pessoas muito inteligentes ou muito "burras" são inferiores a nós, sem nos darmos conta que somos perfeitamente iguais em criação mas distintos em personalidades.
Muitas vezes nos trancamos para o mundo por medo de enfrentar um problema, sendo que tem pessoas que continuam sorrindo com problemas muito maiores.
Muitas vezes escondemos nosso passado, sem nos darmos conta que os outros também erram.
Muitas vezes nos deixamos levar por uma ilusão, achando que finalmente encontramos um grande amor.
Muitas vezes rimos das desgraças dos outros sem saber que isso pode gerar um ambiente instável.
Muitas vezes achamos que não se pode ter amigos por causa da distância, mas esquecemos que os que estão perto podem não ser o que imaginamos.
Muitas vezes choramos de ódio por estarmos errados mas não assumimos nossos erros.
Muitas vezes achamos difícil de seguir um caminho porque criamos obstáculos sem se quer notar que era fácil demais.
Muitas vezes fazemos coisas que em segundos podem acabar com a vida de alguém.
Muitas vezes ocultamos a verdae, pelo simples fato,de que a mentira, por um momentos, é mais suave, menos dolorosa.
Muitas vezes fazemos os que os outros fazem por medo sermos excluídos pelo fato de termos opiniões próprias.
Muitas vezes somos "tachados" de "quadrados porque não queremos seguir o mundo "redondos" e perfeito.
Muitas vezes ousamos mandar nas pessoas, sendo que é melhor pedir mas existe a possibilidades de se ouvir não.
Muitas vezes escrevemos mas não lêem, falamos mas não escutam, simplesmente pelo fato de não sermos nada aos olhos dos outros.
Muitas vezes não agradecemos pelo dia que tivemos, sem nos preocuparmos se vamos acordar ou não.
Muitas vezes não agimos por medo, sendo que é melhor quebrar a cara do que se arrepender de não ter feito.
Muitas vezes tememos a morte sem saber que a morte é uma passagem da vida.
Muitas vezes nãos realizamos coisas e quando decidimos fazê-las não há mais tempo.
Muitas vezes esquecemos que a vida é uma só, que a vida tem que ser vivida intesamente e que cada dia deve ser vivido como se fosse o último e que neste segundo pode ser seu último suspiro.
Renata Souza
Enviado por Renata Souza em 13/11/2007
Código do texto: T735219
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Renata Souza
Itabira - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
12 textos (269 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 03:03)
Renata Souza