Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bandeira...




Tu que danças ao vento desfraldada
Oh! Pátria em liberdade com tal hino!
Vejo-te orgulhosa, gritante qual sino...
E eu cá em baixo, olho-te admirada;



Quisera tanto aprender a bordar!
Verdade e, de certa maneira!
Fico muitas vezes a cismar...
Se não seria p’ra bordar uma bandeira.


Imagino ainda o Soldado e o General
Marchando no meio daquele arsenal,
Passarem em sentido e continência,
Levando no coração uma penitência.


Depois,  vou  ao  campo de batalha,
Em agonia e num soluço, dizer:
Quem bordou d’esse heroi a mortalha?
Ah!.. não fui eu, que tanto o quisera fazer!...


Vi meu sonho assim desfeito
Esse que eu quis  acalentar
Vendo-a subir, subir a desfraldar
Ajoelho ... a soluçar junto daquele leito


Odete Simões
Enviado por Odete Simões em 15/11/2007
Código do texto: T738063


Comentários

Sobre a autora
Odete Simões
Portugal, 94 anos
68 textos (424 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/02/21 19:50)
Odete Simões