Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bandeira...




Tu que danças ao vento desfraldada
Oh! Pátria em liberdade com tal hino!
Vejo-te orgulhosa, gritante qual sino...
E eu cá em baixo, olho-te admirada;



Quisera tanto aprender a bordar!
Verdade e, de certa maneira!
Fico muitas vezes a cismar...
Se não seria p’ra bordar uma bandeira.


Imagino ainda o Soldado e o General
Marchando no meio daquele arsenal,
Passarem em sentido e continência,
Levando no coração uma penitência.


Depois,  vou  ao  campo de batalha,
Em agonia e num soluço, dizer:
Quem bordou d’esse heroi a mortalha?
Ah!.. não fui eu, que tanto o quisera fazer!...


Vi meu sonho assim desfeito
Esse que eu quis  acalentar
Vendo-a subir, subir a desfraldar
Ajoelho ... a soluçar junto daquele leito


Odete Simões
Enviado por Odete Simões em 15/11/2007
Código do texto: T738063

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Odete Simões). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Odete Simões
Portugal, 91 anos
68 textos (408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 09:26)
Odete Simões