Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Peculiar

Idealizo os retalhos do mundo
Amo como se fosse fácil
Vejo os rostos que eu quero ao fundo
Mas no meio perde-se o traço

Fico no extremo de cada opinião
A guerra ali ao lado, ninguém tinha reparado
Estou parado aqui sentindo a vibração
Do tambor que foi tocado, expirando ali calado

Molho o rosto sem motivo nenhum
Leio livros sujos, aprecio canções antigas
Digo bobagens pra dar sentido algum
Ao ridículo das coisas sem vida

Quero ter qualquer vil razão
Para olvidar que estou errado, pois
Quando temos mais de uma opção
Seguimos enfim para o mesmo lado

Aqui whisky escocês vem junto
Para ajudar a rasurar o horizonte
E por fim ao calcular o sunto
Percebo que se foi um monte

Faço as caras ensaiadas pra disfarçar a intenção
Escrevo as cartas mais sinceras,
Sei mudar de lado sem mudar de opinião
Não sou o que você espera

A trilha sonora do dia
É a de filme em preto e branco
E mesmo com tanta tecnologia
Ainda prefiro estar neste canto

Aceito o convite, é a melhor ocasião
Não paro nunca de trocar a roupa
Quão interessante é minha distração que
Sempre será fruto de uma idéia louca

Ana Carolina Farani
Enviado por Ana Carolina Farani em 19/11/2007
Reeditado em 20/03/2008
Código do texto: T742818
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Carolina Farani
Valença - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
4 textos (171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 08:35)
Ana Carolina Farani