Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOSSOS ERROS!

Entre tantos de nós meros mortas. Escravos das vontades dos desejos, alimentados as vezes por raiva, cobiça, inveja e outras molestas mais.

Avariados e totalmente cansados e exaustos a o ponto de atentar contra si ou contra outros, sujando as próprias mãos, será tudo isso em vão? será tudo isso imaginação?

Basta olhar para os lados, será que somos quimeras da nossa própria imaginação ou um erro da nossa própria criação, ás vezes ficamos sentados, deitados esperando que tudo fique diferente, que mude sem si envolver, sem colocar as próprias mãos, assim quem ira dizer que você foi um monstro do seu tempo.

Mas talvez seja cedo para si entregar, si dar como um derrotado, fraco e velho. Que seja selvagem, veja o sol dessa manhã tão cinza a tempestade si aproxima, então si coloque de pé para encarar os seus medos, veja o que foi escondido aflorar. Mas não si deixe levar pelo que teus lhos vem, pois eles podem te enganar, ludibriar.

Por que tudo pode acontecer, onde um Deus morreu em prol de alguns, onde um simples mortal tentou conquistar o mundo esquecendo que era capas de sangrar, de sentir a pele gelar e queima sem fogo denso, tudo pode acontecer por que os sonhos são infinitos e alimentam a alma, o corpo e a mente. Basta lapidar-los e usar para o bem de quem quer que seja, der pão aquém senti fome, der água a quem tem cede. Sendo este merecedor ou não, você ira receber a sua parte!

Verás as estrelas caírem sobre teus olhos, sentira o vento soprar abraçando seu corpo, ficara tranqüilo e contente de bem com sigo mesmo, verá coisas que quase ninguém ver.

Mesmo sendo um simples mortal, faça o seu próprio mundo!!!
Pedro Santana
Enviado por Pedro Santana em 19/11/2007
Código do texto: T743878

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Santana
Paulista - Pernambuco - Brasil
4 textos (126 leituras)
6 áudios (485 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 17:52)
Pedro Santana