Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jardim enlutado

Cedo fui ver o jardim
encontrei um funeral:
Folhas e flores molhadas
de grosso líquido lacrimal.
Homicida? Um felino
com passos deselegantes
na escura madrugada.
Lançou-se do teto ao solo
com  seus saltos arriscados
Esbarrou-se sem lastimar
no mais seleto vaso...
Meu vaso belo, imponente.
Fora sempre bem cuidado
com rega, sombra e sol
Seu verde atraía, ornava.
Se alcanço o tal felino,
levava-o algemado
Pra que nunca mais eu visse
um vaso despedaçado
tampouco meu lindo jardim,
amanhecer enlutado.


(Sandra Lima Costa Melo)
Sandra Lima Costa Melo
Enviado por Sandra Lima Costa Melo em 21/11/2007
Reeditado em 09/04/2010
Código do texto: T746468
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sandra Melo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Lima Costa Melo
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil
76 textos (50793 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 13:54)
Sandra Lima Costa Melo