Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aquela Margem




Queria atravessar à outra margem
E pisar a crosta estaladiça;
Agarrar-me à vida e à folhagem
Saindo desta areia movediça


Insegura,sinto-me afundar
E, como a onda do mar,grito e rebento
Ninguém…ninguém p’ra me ajudar
A sair  deste pantano, barrento.


Caminho sem fôlego, devagar…
Pulsando dentro de mim este arrastar,
Vendo ao longe a margem a florir


E eu agonizante, vencida, morrendo,
Vejo algo ao longe que me faz sorrir…
É aquela margem…que me vê  sofrendo!...
Odete Simões
Enviado por Odete Simões em 22/11/2007
Código do texto: T747936

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Odete Simões). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Odete Simões
Portugal, 91 anos
68 textos (408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 11:18)
Odete Simões