Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Labirinto

Onde existo me perco
sem saber que o que perco
existe em mim,abstrato e fútil.
 
Não sou mais do que um vulto
vagando na soleira da noite
procurando tumulto.
 
 
E cada beijo me satisfaz
e cada palavra traz minha ruína
o silêncio é uma prece de dor
envolto em densa neblina.
 
E quem ama plenamente
sabe a dor que causa
não ser mais que uma mágoa
daquelas que dormem em casa
e nunca esquecem da gente.
 
 
George Paes Landim
Enviado por George Paes Landim em 24/11/2007
Código do texto: T751087
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
George Paes Landim
Teresina - Piauí - Brasil, 46 anos
187 textos (3420 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 18:34)
George Paes Landim