Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Teimosia, aleivosia e fins

Teimosia, aleivosia e fins


Queria não escrever.
Talvez consiga...
quando morrer.

Enquanto isso,
segue a vida:
rimas irreais,
sonetos imperfeitos,
versos desbotados de tão coloridos.

O coração em flor declara guerra,
e o mundo branco e preto e cinza
solenemente o depreza.

Imaginando ser livre
descobre, em desespero, perplexo,
que as horas fogem.

Teima em bater,
teima em sangrar,
teima, teima, teima,
mais um dia vai calar...
um dia vai trair.
Adriano Dal Molin
Enviado por Adriano Dal Molin em 25/11/2007
Código do texto: T752410
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Adriano Dal Molin
São Luís - Maranhão - Brasil, 36 anos
102 textos (23861 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 00:58)
Adriano Dal Molin