Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

sou nada

sou encanto sem sorte,
a fuga do homem só,
o íntimo da morte,
o pó,
a cinza,
o nada.
João Videira Santos
Enviado por João Videira Santos em 23/11/2005
Reeditado em 15/12/2005
Código do texto: T75392


Comentários

Sobre o autor
João Videira Santos
Lisboa - Lisboa - Portugal
236 textos (17390 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/02/20 15:00)
João Videira Santos