Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETISA


Paira no ar
O que quer que seja
A loucura mesmo
Aragem fina que me vibra

Sabem teus versos
Que as intenções decifram
Desejos, e na fala de uma estrela
À minha janela invade
Certa e esperada palavra indizível
Porque eu tenha de repente
A música que arraste
Ao meu céu de olhar
Em aquarela, salpicados
Cristais de luar
Se no éter matizado e além
Nas transparências
Entre os sonhos onde respirarmos
O cheiro da noite aventurar-se
Pelos inconscientes sentires
De corpos que se queiram usar-se
Em poesia inteiramente
Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 29/11/2007
Código do texto: T758184
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
1019 textos (32690 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 09:15)
Miguel Eduardo Gonçalves