Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pressare

Eu tenho pressa de sorrir,
Vou, e tenho pressa de voltar...
Tenho pressa, e vou insistir,
Em correr, mesmo sem sair do lugar...

Pois não acredito nas palavras do mundo,
Nem mesmo nos abismos da noite...
Que são de mistérios profundos,
Onde se esconde o martelo e a foice...

Por isso tenho pressa de me esconder,
Para não ter a cabeça cortada...
As mãos marteladas, a dor de saber,
Que vivo com pressa a procura do nada...

Pois a pressa é minha, e vivo,
Vivo na inconstância da velocidade...
Pois tenho no sangue, o elemento nocivo,
No principio ativo de minha verdade...

A verdade escarrada da fé doentia,
De quem espera a extrema-unção...
Dada com um tapa de mão vazia,
Com a falta de inspiração...

Assuma ou suma... Eu tenho isso por resumo,
Porque conversar com Deus, não é garantia...
Aos meus erros, eu assumo,
Na razão de ter, uma alma doentia...

Por isso eu tenho pressa,
E vou até onde não se pode ver...
Pondo o meu mundo às avessas,
Porque tenho pressa, pressa de viver...
Marco Ramos
Enviado por Marco Ramos em 30/11/2007
Código do texto: T758908
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Ramos
Salvador - Bahia - Brasil, 48 anos
242 textos (18088 leituras)
5 áudios (383 audições)
3 e-livros (414 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 03:50)
Marco Ramos