Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tecendo Mundos Imaginários

Eu crio mundos,
mas eles se esvaem.
Em horizontes cinza,
em brisas de fim de tarde
e um pouco de música
lenta, escura, frágil.
Uma orquestras de sombras.

Construo montanhas,
mares, sóis e chuvas.
Modelo teorias,
Teço poesias,
Sonho realidades-mil
vidas de brinquedo,
sonhos de terra e areia
E tudo é tão quente
e distante e simples
e seguro e pequeno.

Eram breves as horas,
apressadas, sinceras e mudas.
Arco íris brilhavam
nas tardes mais escuras.
E o ar era gelado e doce
nos dias mais ensolarados.
E tudo, tudo se desmanchava
quando eu respirava,
ou pensava, ou falava,
ou tocava, ou sonhava
Tudo me abandonava
quando eu nascia.

Olhava, cansado e triste
o pôr do sol em preto e branco.
O sol mergulhava no mar
e a vida nascia no escuro
e dormia na grama sem cor.
Eu procurava sonhos que voassem,
ou livros que brotassem do chão.
Mas nada acontecia.
Lentamente, eu ia sumindo.
Lentamente, eu ia dormindo...
Elton Veloso da Silva
Enviado por Elton Veloso da Silva em 01/12/2007
Reeditado em 03/12/2007
Código do texto: T760600
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elton Veloso da Silva
Pedreira - São Paulo - Brasil, 31 anos
110 textos (7089 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 08:12)
Elton Veloso da Silva