Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(sem título)

Olho-te
e tudo é calmo
e tudo é doce e
nada mais me importa
quando dormes assim
tão sereno e tão entregue

por horas persisto
imóvel a olhar-te
enquanto sonhas teus sonhos
de grandes futuros
de grandes conquistas
de vida vivida
com todo esse ardor que é teu

E de vida em mim
tenho só estes olhos
quando te olho assim
adormecido e só meu

Olho-te
e por um segundo
tudo me basta

E já nada é calmo ou doce
e nada me basta

Olhar-te, só olhar-te
é nada
e tudo que tenho é nada
e tudo me basta
quando tudo que tenho
é nada

entende, amor...
és tudo que não sou
tens tudo e só o que tenho
são esses sonhos vãos...
és completo e eu sou só

por isso deixo-te
e livro de ti meus olhos sem vida
e tudo é doce e calmo
e sou completa
pois sonho-te e és meu
R S Motta
Enviado por R S Motta em 01/12/2007
Código do texto: T760940

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
R S Motta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
4 textos (81 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 19:11)