Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

todo o amor em quarto de hora de qualquer tarde


 
 
 
amei, como sempre soubesse num quarto de hora.
os beijos sobem mais. para quê a memória.
a tarde a toda a hora, essa pele, a minha hormona.
deixo ir a mão tão longínqua como uma estrada,
tão bom saber nada, amar como amei num quarto de hora.
Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 05/02/2008
Código do texto: T847362
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3850 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 11:24)
Constantino Mendes Alves