Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SERTANEJA

Sertaneja, cante o meu canto no canto
em que te escondes quando clamo;
quando, lascivo, te convido ao canto do amar!
Cante e ao meu canto te entregues;
permita-te que de anseio resfolegues,
te arfe o peito e te inche o púbis convidativo
a que cantemos o prazer!

São José, 13/12/2005 – 21:25h



CLAUDIO BAHIA
Enviado por CLAUDIO BAHIA em 13/12/2005
Código do texto: T85586


Comentários

Sobre o autor
CLAUDIO BAHIA
Lauro de Freitas - Bahia - Brasil
63 textos (4050 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 20:28)
CLAUDIO BAHIA